Reserve seu hotel aqui...

31 de jul de 2018

1

Muralha da China. Melhor época, qual parte visitar, e como chegar.

Muralha da China, qual parte visitar. Muralha da China melhor época.
Olá amigos e leitores, 
Finalmente conheci a minha sexta maravilha do mundo, a delirante Muralha da China. Agora falta apenas uma maravilha para conhecer (O Taj Mahal na Índia), e isso é realmente fantástico.
Quando sonhei conhecer as sete maravilhas do mundo era um sonho grande demais para minha pessoa. Hoje não sei descrever a satisfação e alegria de estar quase concretizando este sonho. 

Quem diria que um trabalho de escola, feito com minha filha que na época tinha 9 anos (2009), motivaria 10 anos da minha vida em busca de um sonho. Sonho este que já alimenta outro sonho, o de transformar em livro esta aventura que até 2019, quando conhecer a ultima maravilha, terá motivado 10 anos da minha vida. 
Melhor época para ir na Muralha da China
Eu sempre tive sonhos grandes, mas esse realmente foi o mais ambicioso de todos, e estar prestes a realiza-lo me deixa tão empolgada que mal consigo esperar para concretiza-lo de vez... 
Mas enfim, falemos então da delirante Muralha da China. 
A maravilha do mundo eleita em 2007, resumidamente falando, foi construída pelos Chineses para consolidarem seus territórios em um só, e também para se protegerem dos Mongóis ( Povo da Mongólia, país que faz divisa com a China), que nas dinastias passadas, ameaçavam tomar territórios Chineses. 
A mesma demorou mais de 2 mil anos para finalmente ficar pronta. Tendo seu início inclusive, séculos antes de Cristo. O imenso muro chegou a ter mais de 7 mil km de extensão, mas hoje restam pouco mais de 3 mil km, sendo que somente poucos destes foram restaurados e preparados para visitação. 
Planejamos durante quase um ano nossa viagem a China, o maior objetivo sem duvida era conhecer a Muralha, mas a China foi muito além e nos presenteou com uma viagem inesquecível que descreverei em vários outros posts.
Minha primeira visão da Muralha. Vista do bondinho que leva até ela em Mutianyu
Caminhar durante sete horas pela muralha foi uma aventura extraordinária. Quando a avistei subindo de bondinho até a parte que escolhemos para conhecer, eu me senti imensamente feliz por estar realizando um sonho improvável. A China era um lugar absurdamente distante na minha infância, usada como referência quando queríamos dizer que algum lugar era longe demais. De fato é, por isso vê-la do bondinho, e depois caminhar por ela, foi uma das emoções mais indescritíveis da minha vida.   

Qual a melhor época? 
Depois de muitas pesquisas e alguns contras, escolhemos o início do mês de Junho para conhecer a Muralha, primavera na China, calor, e ao contrário do que disseram algumas pesquisas, poucas chuvas. 

A escolha não poderia ter sido mais acertada. Pegamos dias lindos em Pequim. Não gostamos de frio e nem passava na nossa cabeça conhecer a muralha nevada ou seca, como naturalmente fica no Outono e no Inverno. Por isso o mês de Junho foi perfeito, a paisagem na muralha estava verdejante, o dia estava lindo, e as temperaturas agradáveis. Calor para alguns, mas para quem mora no Goiás, dizer para nós que um lugar é quente, tem que ser quente mesmo.

Qual parte da muralha visitar? 
Escolhida a época, o outro desafio foi escolher qual parte da muralha visitar, a mais perto de Pequim (70 km) e a mais movimentada,"Badaling" não estava nos nossos planos. Sempre vemos fotos na internet desta parte da muralha pipocando de turistas, e nós realmente não queríamos disputar o metro quadrado com tantos turistas assim.
Ficamos em duvida então entre outras duas partes mais distantes de Pequim, Mutianyu e Simatai , sendo Simatai a mais distante e segundo dizem, a mais original de todas, já que não passou por restaurações.
Mas pesquisando aqui e ali, e vendo muitas fotos pela internet concluímos que Mutianyu (90 km de Pequim, percurso total), seria a melhor escolha, e pelas fotos acho que dá para ver que realmente foi...
Para completar nossa certeza que Mutianyu é a melhor parte para visitar, a Muralha ainda estava vazia. A impressão que tínhamos é de que ela parecia nos dizer, 
"Aproveitem, hoje eu sou toda de vocês".

Como Chegar? 
Mutianyu, fica cerca de 90 km de Pequim. Para chegar até lá, você  pode contratar um traslado, ou economizar bastante com o traslado  e ir por conta própria como fizemos. 

Hospedados pertinho da Cidade Proibida em Pequim, pegamos na estação mais próxima do hotel um metrô até a estação de "Dongzhimen", lá seguimos as placas e indicações para a plataforma do ônibus número 916 expresso até a cidade de Huairou, a mais próxima de Mutianyu. Chegando em Huairou descemos no ponto final. Previamente pedimos ao fiscal para nos avisar o local correto para descer. (foto abaixo). De lá pegamos um táxi local até os pés da Muralha, mais especificamente até a bilheteria da Muralha.
Ponto de ônibus onde descemos em Huairou
Não compramos ingressos antecipados, e não creio ser necessário se a escolha for por Mutianyu. Não haviam filas quando chegamos e foi muito tranquilo comprar os ingressos. 
São 3 ingressos diferentes que devem ser adquiridos, os ingressos de entrada, do ônibus que leva até o bondinho para subir, (sim, em Mutyaniu a subida se dá de bondinho até o local para andar na Muralha). Todos são vendidos ali na portaria. 
Ingressos de entrada em Mutianyu, do ônibus até o bondinho, e do bondinho até a Muralha.
Bilheteria de Mutianyu
Portaria e bilheteria da Muralha em Mutianyu
Detalhes importantes, o pagamento do ônibus na estação até a cidade de Huairou é feito em dinheiro na própria plataforma de onde sai o ônibus, diretamente para o fiscal. Eles não entendem nada de inglês, portanto a dica é ter todas as dúvidas escritas em mandarim. No nosso caso recorremos muito a um aplicativo tradutor, essencial na China. (Fale e Traduza).
 Todo esse trâmite levou mais ou menos duas horas e meia, do momento que saímos do hotel em Pequim (seis da manhã), até lá. 


O Retorno
Como a Muralha é mais afastada da cidade de Huairou, na volta, pegamos um dos traslados oferecidos ali mesmo na saída da Muralha, por cerca de 50 Yuan. Vários motoristas informais ficam na porta oferecendo traslado de volta até o ponto onde se pega o ônibus para retornar a Pequim. Pegamos o ônibus de volta às 19 horas.  
Nossa visita na Muralha durou cerca de sete horas, entre subir e descer a parte que escolhemos. Levando em conta que paramos muitas vezes para tirar um milhão de fotos. 


Custo total para subir a Muralha em Mutianyu
incluindo todos os ingressos, o Ônibus até Huairou, o táxi até a muralha, e o traslado da Muralha até o ponto de ônibus para retornar a Pequim, (na data em que fomos, Junho 2018) ficou em torno de 800 reais por pessoa. Se contratar um traslado particular, prepare para desembolsar pelo menos 800 reais a mais. 

Chegue cedo na Muralha para aproveitar bastante o seu dia, 
No verão e na primavera, não esqueça o protetor solar, boné, e obviamente um tênis antiderrapante.

Lembrando que dentro de Mutianyu existem vários restaurantes, lanchonetes, e barraquinhas que vendem água, souvenires, etc. Mas pechincheeee, tudo na China tem que ser pechinchado sempreee. Um energético por exemplo saiu de 40 Yuan para 20 depois da pechincha.    

Se você não quiser ir por conta própria, em Pequim várias agências oferecem traslado. 

Leia Também:
Onde abraçar um urso panda na China 


O Gigante Buda de Leshan 


Um comentário:

  1. Kellen,

    Eu te acompanhei quase em instantes reais. É uma loucura porque são tantas redes sociais, as vezes acho que estou em falta com alguem... lol.

    Esta sua viagem foi deslumbrante. Suas dicas são importantes porque voce vivenciou.

    Beijos

    ResponderExcluir



"Viajar é acumular tesouros na memória que ninguém irá nos tirar! Sejam sempre bem vindos a este blog!

* Os Comentários são respondidos quando há uma pergunta ou uma informação diferente da informação colocada na postagem! Nesses casos retorne para verificar a resposta ou clique em "Notifique-me" Obrigada!