Trilhamarupiara

Trilhamarupiara

Reserve seu hotel aqui...

31 de jan. de 2020

5

Catas Altas, lugar para passar o fim de semana perto de Belo Horizonte


Cidades históricas de Minas
Olá amigos e leitores, 

Recentemente a convite da Secretária de Turismo de Catas Altas e da Daniela autora do blog @dedmundoafora fui conhecer e participar do lançamento da campanha de incentivo ao turismo da pequena, histórica e encantadora cidade de Catas Altas, campanha esta que entre várias ações lançou a Hashtag #vivacatasaltas.  

Minas Gerais, escravidão,
Bicame de Pedra, uma das atrações de Catas Altas

Catas Altas e Como Chegar 

A encantadora Catas Altas (@visitecatasaltas) tem cinco mil habitantes, fica localizada aos pés da Serra Do Caraça, a 120 km de Belo Horizonte. A cidade com séculos de história, onde o ouro e a mineração foram  protagonistas, faz parte do Circuito do Ouro (@circuitodoouro) e da Estrada Real, a mesma proporciona para seus visitantes um leque de opções de passeios que incluem cachoeiras, igrejas, casarões históricos, vinícolas, turismo de aventura, boa gastronomia e muito mais.


Para chegar até a cidade mineira é fácil, você pode ir de carro saindo de BH, ou mesmo de ônibus saindo do terminal de Belo Horizonte, no meu caso eu estava em Ouro Preto que fica bem pertinho de Catas Altas, 40 km, então peguei um ônibus saindo da Rodoviária de Ouro Preto. Consulte horários saindo de BH clicando aqui. No mais se você tiver planos de passar alguns dias nas cidades históricas de Minas não deixe de incluir a cidade em seu roteiro. 

Primeira coisa que aconselho fazer chegando em Catas Altas é procurar pelo CAT, centro de atendimento ao turista, lá você terá todas as informações mais detalhadas sobre o que irei sugerir e indicar aqui, inclusive dicas de guias para acompanhar nos passeios se desejar.


Onde hospedar 

Bom, se você for para se hospedar na cidade, eu sugiro ficar pelo menos de 2 a 3 dias e indico duas pousadas, a Pousada Solar dos Guarás (@solardosguaras) onde me hospedei, bem no centro histórico, lugar com um atendimento impar, café da manhã delicioso e instalações super aconchegantes.

Pousada Solar do Guarás 
Salão do café da Pousada dos Guarás
Indico também a Pousada Casarão da Venda, (@casarao_da_venda), um antigo casarão totalmente restaurado que é um verdadeiro cenário de novela de época com uma vista linda para a Serra do Caraça. Eu não me hospedei nela mas estive lá, conheci as instalações e fiquei encantada.

Pousada Casarão da Venda
A proprietária Lu além de muito simpática também oferece os serviços e passeios na região de sua agência Trilhas da Lua.
Jardins da Pousada Casarão da Venda com vista para Serra 

O que fazer, e onde comer 

Eu diria que apenas um passeio pela praça Monsenhor Mendes onde se localiza a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (recém restaurada), já é motivo suficiente para uma pessoa conhecer Catas Altas.
Casa do Artesão  na Praça Monsenhor Mendes
Igreja Matriz Catas ALtas
Matriz de Nossa Sra do Carmo (Foto Sérgio Mourão)
Produtores de Catas Altas vendendo seus produtos na praça Monsenhor Mendes.
Na praça ficam a prefeitura, os bancos, a Casa do Artesão onde é possível conhecer e adquirir o trabalho de vários artesãos e artesãs da cidade, especialmente no sábado um passeio por ali é parada obrigatória para conhecer e valorizar o artesanato local, sem falar que eu tive o privilégio de ter uma aula pratica de escultura em argila com o presidente da casa, o artista Tafé. (Veja também o Vídeo no Instagram @trilhamarupiara)
Aprendendo a fazer esculturas de argila
Prefeitura de Catas Altas
Bancos na Casa do Artesão feitos com Orelhões.
 Na praça também se localizam algumas lojinhas, bares e restaurantes, entre eles, a Cervejaria e Restaurante La Violla (@laviollacervejaria) que nos ofereceu uma deliciosa noite regada a uma infinidade de opções de cervejas artesanais de vários rótulos, além de porções deliciosas.
Detalhes da Cervejaria "La Violla"
Em outra noite bem ao lado da Cervejaria La Violla também conhecemos o Gastrobar Gastrô da Serra, (@gastrodaserra) super aconchegante também com vários rótulos de cervejas artesanais, dos quais indico a premiada "Princesa Élfica", fabricada pela cervejaria local Floresta Élfica.(@cervejariaflorestaelfica). A proprietária do Gastro da Serra também é proprietária do restaurante de charme, Primórdios Da Terra, (@primordiosdaterra) um restaurante super conceituado na cidade onde fomos recepcionados com um delicioso café da tarde em uma das tardes que estávamos lá.
Café da Tarde no  Restaurante Primórdios da Terra
Passear pelo centro de Catas Altas é como voltar no tempo, a impressão que a gente tem andando pela Praça Monsenhor Mendes e contemplando seus casarões com a Serra do Caraça ao fundo é de estar em frente a uma tela pintada a mão, pensa um lugar encantador, onde natureza e história se fundem proporcionando beleza, paz e sossego. Que lugar bucólico e lindo.  


Mas a cidade vai muito além do centro histórico, entre seus pontos turísticos estão também, a "Capela de Santa Quitéria", uma igrejinha histórica fofa que rende ótimas fotos,

Santa Quitéria
Igrejinha de Nossa Sra de Santa Quitéria 
"Bicame de Pedra", um aqueduto construído por escravos, com mais de 200 anos de história, que fica um pouquinho mais distante da cidade mas super vale a pena ir até lá, especialmente no fim da tarde antes do sol se por, a luz que bate lá este horário pode render ótimas fotos instagramáveis rsrs. ]
Bicame de Pedra
Um dos fortes de Catas Altas também são as vinícolas, especialmente vinícolas artesanais, que em especial fabricam vinhos de jabuticaba, nomenclatura esta que estava em processo de mudança quando estive lá, pois não é correto dizer vinho, já que vinho vem da uva. Portanto trata-se de um fermentado de Jabuticaba, muito gostoso por sinal. A cidade todos os anos por volta do mês de Maio, realiza a festa do vinho que atrai pessoas de toda região. Não conheci mas disseram ser muito boa.
Vinhos e Licores Produzidos na Vinícola "Casa do Elias"
 Outro grande atrativo a cerca de 20 km da cidade é o Parque Nacional da Serra do Caraça, (@santuariodocaraca). Parque de exuberante natureza, com cachoeiras, e vários animais que vivem ali, entre eles o Lobo Guará, abriga também um Santuário onde fica a Igreja histórica chamada "Igreja de Nossa Sra Mãe dos Homens", um museu onde antigamente funcionou um dos internatos masculinos mais tradicionais de Minas Gerais, e uma pousada, a Pousada do Caraça, lugar lindo totalmente conectado com as belezas naturais do parque. Eu não me hospedei lá mas fiquei com muita vontade de voltar parar ter esta experiência. Imagina abrir a janela do seu quarto e se deparar com um jardim digno de realeza.

Santuário do Caraça
Igreja de Nossa Sra Dos Homens vista por trás
Além de um jardim maravilhoso, o santuário também conta com um restaurante muito bom onde os visitantes podem almoçar estando ou não hospedados. Vale dizer que você pode passar apenas o dia no Parque Nacional do Caraça, sem necessariamente se hospedar. Curiosamente por ali andou ninguém menos que Dom Pedro I, tendo inclusive no museu as camas onde ele e sua esposa dormiram, e até mesmo a marcação em uma pedra onde ele teria escorregado e caído. 

Minas Gerais, Jardins, paisagismo
Jardins do Santuário (Pousada do Caraça)
Apesar de não nos hospedarmos no Santuário, passamos um dia muito gostoso por lá, fizemos até uma de suas trilhas, a trilha da cascatinha, onde fomos conhecer a própria Cascatinha. Trilha super tranquila com 4 km de percurso leve ida e volta.  

O Santuário realmente é um ponto turístico imperdível na região.
Trilha da cascatinha, cascatinha, Catas Altas
Cascatinha no Parque Nacional da Serra do Caraça 
  Além desses lugares também vale a pena dar uma esticadinha até o Distrito do Morro D'água Quente, apenas 4 km de Catas Altas, onde tem um restaurante bem bacana de comida mineira, o Rancho do Pote, (@ranchodopote) só de lembrar me dá água na boca. 
Restaurante Rancho do Pote 
O distrito também tem capelas, balneário e casarões lindos para conhecer. Sem falar de uma pousada bem pitoresca, a Pousada das Nascentes, (@dasnascentes) além das histórias recheadas de humor contadas pelo seu proprietário, a pousada também tem um mascote muito especial, o Galo Sol, que literalmente se joga nos braços dos visitantes em busca de um pedaço de pão. 

O que fazer em Catas Altas, Cidades históricas de Minas
Galo Sol na Pousada das Nascentes
 Outra dica também em Catas Altas, são as cachoeiras da região, mas infelizmente eu não as conheci por que fui em período chuvoso mas sugiro acessarem o blog "DeD Mundo Afora" aqui  (@dedmundoafora) para conhecer também as opções de cachoeiras além de muitas outras dicas de Catas altas.

Blogueiros que participaram da Press Trip em Catas Altas
Conhecer Catas Altas realmente foi uma das surpresas e delicias de 2019, não é atoa que a cidade serviu de cenário para a mini série da Globo "Se eu fechar os olhos agora" filmada em 2018, tendo inclusive concorrido ao Emmy Internacional em 2019. 


Agora que você tem muitos motivos para conhecer Catas Altas corra e programe a sua viagem, afinal feriados em 2020 não vão faltar. 

Blogueiros do @destinosporondeandei, @nerdsviajantes e @dedmundoafora

Dica: No meu perfil no Instagram @trilhamarupiara é possível assistir todos os Stories que foram feitos durante a viagem a Catas Altas. A viagem está salva nos destaques com título "Catas Altas". Lá você terá a real dimensão da beleza deste lugar. Bora lá.  


Continue lendo ►

6 de nov. de 2019

4

Onde hospedar em Porto Seguro. Resort All Inclusive La Torre.

 Resort La Torre
 Olá amigos e leitores,

Se você está planejando uma viagem para Porto Seguro, e deseja se hospedar em um belo Resort bem em frente a praia,  vou neste post dar uma dica de hospedagem maravilhosa,  no melhor estilo All Inclusive com tudo incluso mesmo, inclusive variadas opções de bebidas alcoólicas com direito a champanhe no café da manhã,


Na praia tem buffet da tarde e no restaurante principal uma variedade absurda de pratos e sobremesas para você fazer valer cada centavo na sua hospedagem no Resort.

Porto Seguro, Resort La Torre

O Resort La Torre oferece tudo isso,  além de uma estrutura ampla, paisagismo impar, área infantil super completa, e várias piscinas...




A localização do hotel é excelente na praia de Coroa Vermelha, onde o hotel tem uma super estrutura de praia, com quiosques, drinques e petiscos perfeitos, com a melhor qualidade de espreguiçadeiras e mesas de praia. Além de promover festas temáticas e muitas atividades para os hóspedes.

Porto Seguro,

Passamos quatro dias no Resort, nossa estadia foi perfeita. No hotel existem várias categorias de apartamentos, e chalés, todos muito amplos, perfeitos para hospedagem com crianças, aliás as opções de lazer para as crianças são inúmeras, no nosso caso reservamos um chalé intermediário com sacada e vista parcial para piscina.

Alguns dos Chalés do La Torre
Sem dúvida vale muito a pena se hospedar no La Torre, descansar, se divertir, levas as crianças para se divertir, enfim curtir uns dias de glória por lá...


Nosso pacote foi comprado na Lazertur Viagens, campeã de vendas de pacotes para Porto Seguro, com as melhores opções, entre em contato pelo Instagram @Lazerturviagens ou pelo Whatsapp
 34 99212 4207 fale com o gerente de vendas Wesley e diga a ele que viu a dica aqui no Trilhamarupiara. 

Amigos que também se hospedaram no La Torre
Próximo Post vou dar dicas de alguns lugares imperdíveis que você não deve deixar de ir quando for a Porto Seguro. 





Continue lendo ►

5 de nov. de 2019

4

Dois dias em João Pessoa, onde hospedar e o que fazer.

João Pessoa, hotel em João Pessoa,

Olá amigos e leitores, 
Este ano participei de uma ação solidária no sertão da Paraíba, (post aqui), mas antes de entrar sertão adentro eu fiquei dois dias turistando na capital paraibana.

João Pessoa, Nord Luxxor Sapucaia,

Em João Pessoa nossa escolha de hospedagem foi no Hotel Nord Luxxor Sapucaia na praia de Tambaú.


Hotel novinho, super acolhedor, vista linda da piscina, quarto super confortável com vista para praia além de um café da manhã de respeito! Nossa, só de lembrar do bolo de tapioca, e das delicias oferecidas pelo SR José minha boca enche d'água.

Hotéis em João Pessoa, praias João Pessoa,
Vista do nosso quarto. 
Super aprovado e recomendado. Sem falar no atendimento da equipe toda do hotel, fui tão mimada neste hotel que com certeza é lá que vou me hospedar quando retorna em Jampa. Sem duvida, perfeito para hospedar.




Dia 01

Se você é como eu que gosta de praia só para olhar mesmo, este post serve para você, pois ficando em João Pessoa só por dois dias, não tenho como indicar muitas praias, e acabei indo mesmo só em uma.

Nosso primeiro dia em João Pessoa foi divertidíssimo, logo cedo alugamos um carro na Localiza, para podermos andar a vontade pela cidade. É super tranquilo dirigir por João Pessoa, a cidade é super bem planejada e fácil de dirigir por suas ruas, aliás vamos combinar, João Pessoa é lindaaa.

Confesso que não planejei nada do que fazer em João Pessoa, fui com zero programação no melhor estilo Zeca Pagodinho "Deixa a vida me levar".



Com um mapinha nas mãos que eu peguei no hotel fomos andar e optamos por conhecer o Farol do Cabo Branco. O mesmo segundo nativos do local é o farol mais novo do Brasil, foi curiosamente construído em formato de Sisal, muito utilizado pelos artesãos na década de 70 quando o farol foi construído, por isso o formato dele é uma homenagem ao Sisal principal fonte de renda da população na época.

Farol do Cabo Branco

Bem ao lado do farol fica o Parque Ecológico Bosque dos Sonhos onde também tem uma feira de artesanato muito fofa, que rendeu uma bata de praia linda e alguns imas de geladeira, lugar ótimo para ir, com precinhos excelentes, fofurices e artesanatos lindos.

Pertinho do Farol, também ao lado, fica a Estação Cabo Branco, ciências, cultura e artes belíssimo prédios que atualmente está fechado sem previsão de abertura, para reformas. Que pena estar fechado, o lugar é lindo. Quando for consulte a secretaria de turismo para ver se já abriu.

Estação Cabo Branco
Bom, não vou chover no molhado indicando restaurantes que todo mundo indica em João Pessoa, se fosse para indicar o que todos os blogs indicam eu indicaria o badalado "Lovina", mas como não sou todo mundo kkk  não vou indicar, mas se der para ir, vá, de preferência a noite.


Porém impossível não indicar um outro restaurante e dizer
 Vá almoçar no Mangai, (comida por kilo), meu Deus o que é isso, você enlouquece no Mangai com tantas opções de comidas tipicas maravilhosas. Apenas vá.

Outro lugar fofo com muitas opções para comer gastando pouco é o Vila Gourmet  na praia de Manaíra. Diversos box gracinhas com opções variadas de gastronomia, em uma região bem centralizada. ótima pedida para ir a noite.


Dia 02
São muitas as praias para se desfrutar dentro de João Pessoa, Tambaú, Manaíra, entre outras, mas nos arredores, mais especificamente ao sul de João Pessoa, cerca de 30, 40 km da capital paraibana, existem várias opções paradisíacas para conhecer, entre elas a famosa Praia de Coquerinho, nossa escolhida para passar o dia, visto que tínhamos pouco tempo em João Pessoa.


A estrada até Coquerinho é ótima, dá para ir usando GPS dirigindo tranquilamente. Chegando em Coquerinho, você pode, além de curtir a praia, fazer um passeio de quadriciclo, o que eu super recomendo, pois só assim conseguimos conhecer paisagens que são pontos turísticos da praia de tirar o folego, como o "Mirante dos Dedos", o "Castelo da Princesa Valentina", uma comunidade rural onde vive uma família de artesãos que é pura fofurice, além de ver as praias por cima.



Castelo da Princesa Valentina
Mirante "Dedo de Deus"
Uma das lojas da comunidade rural que o passeio de quadriciclo nos levou. 
O Passeio de quadriciclo é literalmente imperdível, com ele conhecemos inumeros lugares bacanas, nosso passeio foi feito com o pessoal do instagram @lucasquadriciclo. Eles tem uma barraca na praia de coqueirinho e nós alugamos ali na hora, mas como são poucos quadriciclos, o ideal é reservar antes. 



Comunidade Rural na Praia de Coqueirinho
Finalizado nosso emocionante passeio de quadriciclo, comemos por ali mesmo em um dos restaurantes da praia. Apesar da praia ser bem pequena, são várias opções de restaurantes e barraquinhas, não lembro no nome de onde comemos, mas correndo o olho por ali com certeza você encontrará a opção certa.

Para finalizar, gostaria de deixar claro que obviamente dois dias em Jampa é muito pouco, a cidade tem inúmeras atrações que merecem serem visitadas, o centro histórico por exemplo nem tivemos tempo de ir, e sem duvida vale a pena, mas nosso tempo por lá foi muito pouco, por isso iremos voltar. Então se puder vá para ficar no minimo de quatro a cinco dias, vale muitooo a pena.


Aluguel de carro: Localiza 
Hospedagem: Nord Luxxor Sapucaia (reserva via Booking)
Praia que visitamos: Coquerinho
Onde comemos: Mangai, Lovina, Villa Gourmet
Passeio Quadriciclo em Coquerinho @lucasquadriciclo



Faça suas reservas de hotel entrando pela nossas caixas de Pesquisa do Booking, você não paga nada a mais por isso e nos ajuda crescer e trazer ainda mais dicas. Obrigada.

Continue lendo ►