Reserve seu hotel aqui...

17 de jun de 2013

32

"Viagem a Maraú", por Tina Bau Couto... Série "Na Trilha do Viajante"!

Em mares de Maraú

Hoje vou contar sobre um  paraíso...

Um lugar chamado Maraú, em Barra Grande, entre Morro de São Paulo e Itacaré, parte de um verdadeiro mosaico de praias, baías e  manguezais onde as  ruas não tem calçamento, são de areia e natureza, artesanato, alimentação, moradias, o comércio e os hábitos de vida compõem um cenário paradisíaco que dão cores, tons e ditam o ritmo suave dos dias de quem vive ou passa por ali.
A sede do município é uma vila de pescadores, de gente acolhedora e hospitaleira, como os donos da Pousada Fruta Pão, um casal adorável, receptivo, que recebe os turistas e amigos com gentilezas, sabores, cuidados e simpatia ímpares.
A Pousada que nos hospedamos... Fruta Pão...

 Parte central da pousada onde está a centenária Fruta-pão

Localizada a apenas 200 metros da praia a Pousada foi construída respeitando e preservando a natureza ao seu redor, mantendo as árvores que ali chegaram primeiro, como a centenária fruta pão que dá nome ao local, um verde e viçoso abacateiro, mangueiras, além de cacaueiro, pé de carambola, araçá, pitanga, jenipapo e tantas outras espécies de árvores que tem seus nomes populares e científicos destacados em plaquinhas ao seus pés e os frutos servidos em sucos e gostosuras no café da manhã.
Quem se hospeda lá divide o espaço com todo esse verde, aromas, ar puro, canto de passarinhos, borboletas e outros bichinhos que integram o ambiente e podem ser observados das redes que ficam do lado de fora de todos os quartos que são confortáveis, arejados e bem equipados.
A poucos passos da Fruta-pão está a praça da vila de Barra grande, com lojinhas, restaurantes, igrejinha, coreto, aluguel de quadriciclos para passeios, acesso ao mar e maravilhas gastronômicas como mariscos de diversos tipos, sucos e doces de cupuaçu, tapioca quentinha com variados recheios e outras delícias.


O turismo de massa, pela distância, dificuldade de acesso e custo não chega lá, talvez por isso o charme e a tranquilidade da península que está na bela Costa do Dendê, à frente da baía de Camamu, com lanchas e barcos de madeira que levam e trazem as pessoas e os suprimentos. Não vi nenhum lixo nas areais, nem no mar. Vi nas águas foi muitas folhas vindas da costa e camboas (armadilhas indígenas de pesca feitas com bambus entrelaçados) armadas por pescadores. Desde 1997, a península é uma área de proteção que conserva de forma sustentável a diversidade dos ecossistemas costeiros. 

Onde ir perto de Morro de São Paulo

 Um espetáculo a parte é a ilha da Pedra Furada, que fica em Campinhos, onde descemos em um banco de areia, caminhamos sobre pedras, areia e um espelho de água salgada e nos deparamos com um enorme arco natural que dá o nome a ilha e outras pedras monumentais como a da foto acima, pedrinhas e conchinhas de diversos tamanhos, tipos e formas, além de uma gruta que dá passagem a área verde e bancos de areia moldados por águas azuis e encantadas.
A ilha do Sapinho foi uma outra ilha que visitamos, um lugar bom para um banho refrescante e calmo no mar, de areias brancas e finas que dividem o espaço com manguezais. Guaiamus com suas carnudas e longas garras são a atração gastronômica do local, além das tradicionais moquecas, lagostas e pirão. Adorei o acabamento do espaço central do restaurante onde atracamos, um reboco todo encontrado de conchas.
Não visitei muitas das ilha desse paraíso isolado no meio da Mata Atlântica, que conquistou meus sentidos, mas vou voltar lá e trouxe a dica e super recomendação, anotem ai na lista de desejos e realizações, um lugar para ir com a família, muito bom para crianças, romântico para casais, um boa proposta para desacelerar, integrar grupos e para pessoas de todas as idades.
A península está 180 km ao sul de Salvador, 100 km ao norte de Ilhéus e a 38 km de Itararé. Companhias aéreas oferecem trechos de São Paulo até Ilhéus sem escalas. De Ilhéus o acesso para lá pode ser por barcos ou ônibus até Barra Grande, assim como de Salvador.

Para mais informações das travessias, da Pousada e do local é só clicar nos links que estão nas palavras em destaque na postagem.


Nossa amiga Tina mora em Salvador e é autora do blog "Meu Blog e Eu", quem não conhece fica aqui a recomendação! Agradeço a Tina pela participação na Série "Na Trilha do Viajante"
Se você quiser ter sua viagem publicada no blog, clique aqui e saiba como participar. Em Dezembro o blog realizará um sorteio exclusivo aos participantes da série!

OBS: Tem sorteio rolando no blog, um presente da loja Imaginarium, para participar clique aqui